Conciliação entre governo e congresso alavanca indicadores econômicos

Nesta terça-feira, 06 de outubro, o clima geral do mercado é positivo após a confirmação de que o ministro da economia, Paulo Guedes, e o presidente da câmara dos deputados, Rodrigo Maia, firmaram um acordo de cessar-fogo após episódios de embate na semana passada. 

Em meio a pedidos de desculpa mútuos, ambos reiteraram a importância da pacificação entre os poderes e a importância da continuidade da agenda de reformas do governo federal. Com o novo cenário, o índice Ibovespa abriu em forte alta assim como o Dólar apresenta segundo dia consecutivo de queda superior a um ponto percentual. Entre os principais projetos da pauta econômica defendidos por Guedes, destacam-se a aprovação de um novo programa de renda básica em 2021 e uma medida de desoneração da folha salarial que, segundo o ministro, pode gerar “empregos em massa”. Houve também a manifestação do interesse em enviar até amanhã uma nova etapa da reforma tributária.

Saiba mais

Trump retorna à Casa Branca e enfrenta desafios na reta final da campanha eleitoral

O presidente norte-americano Donald Trump deixou o complexo hospitalar Walter Reeds na noite de segunda-feira, 05 de outubro, menos de uma semana após ser diagnosticado com o vírus da COVID-19. Em um breve discurso, o republicano defende que as pessoas não devem temer o vírus nem deixar que ele “domine” suas vidas, além de novamente afirmar que uma vacina chegará em breve.

O incumbente retoma suas atividades políticas mediante um cenário desafiador, visto que seu rival, o democrata Joe Biden, consistentemente apresenta resultados significativos em enquetes eleitorais e arrecadou para sua campanha, nos últimos meses, um montante superior ao de Trump. O clima no congresso dos Estados Unidos também reflete a tentativa do governo em negociar com a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, um novo pacote de estímulos para a economia do país.

Saiba mais

Dívida pública pode chegar a 100% do PIB em 2020, aponta Reuters

O Fundo Monetário Internacional (FMI) melhorou as perspectivas econômicas para o Brasil em 2020, mas afirmou que os riscos do país permanecem “excepcionalmente altos e multifacetados”. Além disso, a agência britânica Reuters defende que os gastos do governo neste ano levarão a dívida pública para um valor igual ao produto interno bruto do país.

Com o objetivo de trazer confiança ao investidores, parlamentares afirmam que as reformas necessárias para normalizar a situação fiscal respeitarão o teto de gastos para 2020 e 2021 além de contar com a chancela da equipe econômica do governo. A estimativa é que uma nova proposta seja apresentada até 07 de outubro.

Saiba mais

Reino Unido reforça aposta em energia renovável

O premiê do Reino Unido, Boris Johnson, anunciou que seu governo aumentará o investimento necessário para garantir a implantação de novas plataformas de energia eólica offshore na Grã-Bretanha. 

O Reino Unido, que já é o maior mercado eólico offshore da Europa, pretende atingir 40 gigawatts de capacidade instalada até 2030. Este volume seria suficiente, em tese, para abastecer todas as residências do país.

Saiba mais

Demanda inesperadamente forte por petróleo impulsiona Petrobrás e restante do mercado

As ações da Petrobras (PETR; PETR4) apresentam segundo dia de fortes ganhos seguindo a tendência global do mercado de petróleo. Dois principais fatores que explicam este cenário são o expressivo aumento pela demanda da commodity em conjunto com a redução de sua produção em pólos como Noruega e Golfo do México.

Na semana passada, o American Petroleum Institute (API) apresentou a queda líquida de 831.000 barris no estoque nacional de petróleo dos Estados Unidos. Às 17:30 de hoje, 06 de outubro, o instituto divulgará a informação atualizada. A expectativa do mercado global é que a produção continue abaixo da capacidade devido a um furacão no Golfo do México e frequentes greves nos principais campos de extração da Noruega, forçando o país a produzir apenas 330.000 barris por dia, ou 8% de seu potencial.

Saiba mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Perguntas mais frequentes

  • Cartão de viagens
  • Moedas em espécie
  • Transferências internacionais

Trata-se de um cartão pré-pago, recarregável, que pode ser utilizado para compras em milhões de estabelecimentos credenciados por todo mundo e para saques em milhares de caixas eletrônicos em mais de 200 países.

Você não fica exposto ao risco de variação cambial e sabe exatamente o quanto vai gastar, sem contar a facilidade para efetuar suas compras no débito e saques em qualquer caixa eletrônico internacional.

Sim, utilizando os nossos canais de atendimento como na primeira compra, faça seu pedido de recarga e responderemos em seguida. Aprovando as condições, efetue a transferência da moeda nacional para a conta indicada e o valor em moeda estrangeira estará disponível em seu cartão no mesmo dia do pedido (consulte o horário de corte das recargas). Facilidade de recarga mesmo à distância, mais tranquilidade na sua viagem.

O cartão está disponível nas moedas Dólares Americano, Australiano, Canadense e Neozelandês, Euro, Libra Esterlina e Peso Argentino. Compras e saques são realizados na moeda local do país em que estiver.

Sim. O cartão pré-pago segue todas as regras de segurança como qualquer outro tipo de cartão. No caso de perda ou roubo, o saldo é bloqueado após a comunicação. A reposição do cartão é gratuita e enviada para o local onde solicitar.

Não. Seu cartão é de uso pessoal e intransferível. Para evitar riscos de fraude, não revele suas informações pessoais a ninguém.

Faça sua cotação através dos canais de atendimento e responderemos em seguida. Aprovando as condições, efetue a transferência dos recursos para a conta indicada.

Não há custo adicional nem valor mínimo de compra para retirada na loja. Para delivery, entre em contato e consulte nossas condições.

Não existe valor mínimo para retirada na loja. 

Para delivery, confira nossas condições abaixo:

Cidade de São Paulo e Grande São Paulo

Valor mínimo para entrega equivalente a USD 1.000,00:
Taxa de conveniência R$ 40,00

Valores acima de USD 15.000,00 ou equivalente em outras moedas:
Taxa de conveniência RS 15,00

Interior do estado 

Valor mínimo equivalente a USD 10.000,00
Taxa de conveniência: R$ 2,00 por kilômetro a partir do marco zero

Agendamento e prazo de entrega

USD e EUR (Contratadas até as 16 horas):
48 horas após o fechamento

Demais moedas (Contratadas até as 16 horas):
A combinar, conforme região e disponibilidade da moeda

Temos mais de 10 moedas disponíveis para compra em nossos canais. Consulte um de nossos especialistas para reservar a sua moeda.

O valor máximo é informado no processo de compra e varia de acordo com a capacidade econômica apresentada pelo cliente.

Nossas condições para delivery:

Cidade de São Paulo e Grande São Paulo

Valor mínimo para entrega equivalente a USD 1.000,00:
Taxa de conveniência R$ 40,00

Valores acima de USD 15.000,00 ou equivalente em outras moedas:
Taxa de conveniência RS 15,00

Interior do estado 

Valor mínimo equivalente a USD 10.000,00
Taxa de conveniência: R$ 2,00 por kilômetro a partir do marco zero

Agendamento e prazo de entrega

USD e EUR (Contratadas até as 16 horas):
48 horas após o fechamento

Demais moedas (Contratadas até as 16 horas):
A combinar, conforme região e disponibilidade da moeda

Sim. Porém por questões de segurança, o titular da compra deverá avisar por escrito os dados da pessoa que receberá os valores.

  1. Ficha cadastral preenchida e assinada
  2. Documentos de identificação do cliente
  3. Comprovante de endereço emitido por concessionaria de serviços públicos
  4. Comprovante de capacidade econômica; (exigido para valores acima de US$10 mil ou equivalente em outras moedas)
  5. Documento que evidencie o motivo da remessa.

Sim. Para a realização de uma remessa a taxa de liquidação é de R$ 90,00 por contrato de câmbio.

Após o processo de registro e liquidação da operação, enviamos ao cliente cópia do contrato de câmbio e o comprovante da transferência atestando sua conclusão.

O banco no exterior pode cobrar uma taxa para recebimento da remessa, de acordo com sua política interna.