Código Global de Câmbio vai orientar atuação do BC relacionada a esse mercado

Instituição formalizou semana passada, em Londres, adesão ao documento, que estabelece um conjunto de princípios e boas práticas para o mercado de câmbio em todo o mundo.

O Banco Central (BC) assinou na terça-feira (14), em Londres, o Termo de Adesão ao Código Global de Câmbio (FX Global Code), conjunto de princípios e boas práticas para o mercado de câmbio.

“A assinatura do termo reforça o compromisso do Banco Central em aderir aos princípios contidos no Código, bem como em promover sua disseminação entre os agentes do mercado de câmbio, contribuindo para que ele opere de acordo com padrões internacionais de melhores práticas e promovendo um mercado mais robusto, justo e transparente.”, afirma o diretor de Política Monetária, Reinaldo Le Grazie.

O Código Global de Câmbio é fruto de um trabalho de dois anos realizado pelo Foreign Exchange Working Group (FXWG), grupo de trabalho constituído pelo Banco de Compensações Internacionais (BIS). O BC participou desde o princípio na elaboração do Código como membro do FXWG, juntamente com outros 15 bancos centrais, além de representantes do setor privado.

São estabelecidos no Código princípios relacionados a ética, governança, compartilhamento de informações, gerenciamento de risco e compliance e processos de confirmação e liquidação. Como membro do Comitê Consultivo do Mercado de Câmbio do Brasil (CCMCB), o BC espera que a adesão encoraje outros participantes do mercado de câmbio brasileiro a aderirem ao Código.

Na mesma data, o diretor de Política Monetária do BC, Reinaldo Le Grazie, participou da reunião, também em Londres, do Global Foreign Exchange Committee (GFXC), entidade responsável por promover e atualizar regularmente o FX Global Code. Um dos tópicos da agenda do encontro foi a atualização dos estágios de adesão ao Código.

Fonte

Adicionar comentário