Ferramentas facilitam a pesquisa para encontrar juros menores

O Banco Central indica diversas opções que ajudam o cidadão no planejamento financeiro.

Decidir o que fazer com o seu dinheiro exige pesquisa e organização. Dependendo do que será adquirido, o consumidor pode seguir caminhos diferentes no planejamento financeiro.

Os financiamentos de veículos e de imóveis são modalidades de menor risco, pois os bens financiados servem como garantia para a operação. O crédito consignado também é de risco moderado, pois as prestações são debitadas diretamente dos salários. O crédito rural tem especificidades próprias, assim como o financiamento imobiliário. Conheça os tipos de empréstimos.

Por outro lado, às vezes o consumidor ainda não definiu exatamente o destino do dinheiro emprestado. Saiba a diferença entre empréstimo e financiamento.

Abaixo, consulte alguns dos instrumentos que o BC fornece para encontrar juros menores.

Ferramentas
Comparação de taxas de juros: rankings no site do BC que elencam qual instituição está praticando qual taxa de juros.
Calculadora do Cidadão: aplicativo de planejamento financeiro que, entre outras funções, calcula os juros em operações de crédito, facilitando a avaliação do que melhor combina com o orçamento de cada um.
Ranking de Reclamações: formado por demandas contra cada instituição financeira ou administradora de consórcio para cada grupo de um milhão de clientes, o ranking é construído a partir das demandas registradas no Banco Central.
Custo Efetivo Total (CET): sintetiza em uma única taxa todos os encargos e despesas previstos para a operação, ou seja, a taxa de juros, tarifas, imposto e outras despesas. Dessa maneira, o consumidor sabe quanto efetivamente pagará pelo crédito.
Portabilidade de crédito: após a contratação de crédito em determinada instituição, se o cidadão encontrar outra que ofereça melhores condições, ele pode realizar a portabilidade.

Saiba o que verificar na hora de contratar empréstimos e financiamentos.

Fonte

Adicionar comentário